sábado, 10 de novembro de 2018

Roubar um Centavo ou um Bilhão, é Errado do Mesmo Jeito - Por Luiz Domingues

Ética é ética e ponto final. Sim, mas a ética dá margem a interpretações as mais diversas, amparadas pela máxima de que cada cultura tem o seu padrão moral próprio, regido por signos exclusivos e baseados em tradições, que pautam-se pela história civilizatória dispare entre os povos, ao longo da história. Muito bem, então admite-se que exista uma multiplicidade de códigos a diferenciar uma cultura da outra ? Pode ser, eis aí uma reflexão que vai longe e é objeto de estudos de diversos ramos do conhecimento humano. Dentro dos parâmetros da história (englobe-se a geografia nesse aspecto); sociologia; ciências sociais e jurídicas em geral a esbarrar na política, e certamente na sociologia e história da arte, com enfoque no folclore.
Entretanto, mesmo sendo algo bastante amplo e que dá margem a uma generalização que tende o estudioso em geral a perder o foco inicial do que realmente representa a ética, em termos práticos, creio que uma reflexão, por simplória que seja, denota um pensamento padrão, que pode ser considerado, como um parâmetro mundial : apropriar-se de um bem alheio, é um ato condenável e passivo de uma reação punitiva. E dentro dessa linha de raciocínio, não há margem para uma graduação, isto é, se o malfeitor rouba um real ou um bilhão de reais, pelo ato em si, é um ladrão da mesma maneira, em tese. Pois é nesse ponto que os juristas e os legisladores divergem e faz sentido, pois a dosimetria de uma pena não pode ser implacável ao ponto de exercer peso igual para um ladrão que rouba um pãozinho no balcão da padaria da esquina com o sincero intuito em alimentar a sua prole faminta e um bandido do colarinho branco que promove um conluio asqueroso a envolver parlamentares e agentes do poder executivo para obter vantagens indevidas e amealhar o erário público. Mas ainda assim, roubar é errado, e o princípio tem que ser um só a reger uma sociedade realmente justa e segura para todos.
Além disso, faz-se mister que a aplicação da Lei seja discreta, não espetaculosa, pois não faz sentido que seja usada para tirar proveito político partidário. É como varrer a sujeira da casa, ou seja, você a varre para viver bem, em meio a um Lar que mantenha-se harmônico e não para fazer desse ato, uma oportunidade para vangloriar-se e por conseguinte, alfinetar os seus vizinhos. E mais um aspecto : não é admissível que a Lei seja aplicada quando interessa a um grupo, para destruir os seus inimigos e pior ainda, acobertar os amigos, quando todos os devidamente condenados, são malfeitores. Assim, não estamos a construir uma nova sociedade regida pela ética, verdadeiramente, mas apenas a transferir turmas de um lado a outro. Ladrão é ladrão e deve ser punido no rigor da Lei, e aí sim, ponto final.

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Os Kurandeiros - 10/11/2018 - Sábado / 21 Hs. - Tchê Café - Vila Santa Catarina - São Paulo / SP

Os Kurandeiros

10 de novembro de 2018  -  Sábado  -  21 Horas

Tchê Café

Avenida Washington Luiz, 5628

Vila Santa Catarina

500 metros do Aeroporto de Congonhas

São Paulo  -  SP

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo

sábado, 3 de novembro de 2018

Os Kurandeiros + Edy Star - 4/11/2018 - Domingo / 17 Horas - Casa de Cultura Itaquera / Parque Raul Seixas - Itaquera - São Paulo / SP



Os Kurandeiros + Edy Star


Turnê Toca Raul


4 de novembro de 2018 - Domingo  - 17 horas


Casa de Cultura Itaquera / Raul Seixas

Rua Murmúrios da Tarde, 211
Cohab II  - Jardim José Bonifácio
Estação Itaquera do Metrô 
São Paulo  -  SP


Edy Star : Voz


Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo 


Convidado especial :
Michel Machado : Percussão

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Patrulha do Espaço - 3/11/2018 - Sábado / 21 Horas - Sesc Belenzinho - São Paulo / SP


Patrulha do Espaço

3 de novembro de 2018  -  Sábado  -  21 Horas

Sesc Belenzinho
Rua Padre Adelino, 1000
Belém
Estação Belém do Metrô
São Paulo  -  SP

Show de despedida da banda na cidade de São Paulo


Patrulha do Espaço :
Rolando Castello Junior : Bateria
Rodrigo Hid : Guitarra; Teclados e Voz
Marcello Schevano : Guitarra; Teclados e Voz
Marta Benévolo : Voz
Luiz Domingues : Baixo e Voz

Convidados Especiais :
Kim Kehl : Guitarra
Rubens Gióia : Guitarra
Xando Zupo : Guitarra
Xande Saraiva : Voz
Rogério Fernandes : Voz
Paulão Thomaz : Bateria
Daniel Delello : Baixo
Ricardo Schevano : Baixo
Gabriel Costa : Baixo

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Kim Kehl & Os Kurandeiros + Brazilian Blues Band - 26/10/2018 - Sexta-Feira / 21 Hs - Santa Sede Rock Bar - Tucuruvi - São Paulo / SP

Os Kurandeiros + Brazilian Blues Band

26 de outubro de 2018  -  Sexta-Feira  -  21:00 Horas

Santa Sede Rock Bar

Avenida Luiz Dumont Villares, 2104
Tucuruvi
Estação Parada Inglesa do Metrô
São Paulo  -  SP

Participação especial, direto de Brasília / DF : Brazilian Blues Band


Apoio : Webradio Stay Rock Brazil

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo 

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Os Kurandeiros + Edy Star - 20/10/2018 - Sábado / 20 Hs. - Casa de Cultura Hip Hop Leste - Cidade Tirandentes (Zona Leste) - São Paulo / SP


Os Kurandeiros + Edy Star

Turnê Toca Raul

20 de outubro de 2018 - Sábado  - 20 horas

Casa de Cultura Hip Hop Leste

Avenida Sarah Kubistheck, 165

Estação Meira Pena  -  Trem da CPTM  -  Linha 11

Cidade Tiradentes  -  Zona Leste

São Paulo  -  SP

Edy Star : Voz

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo 

Convidado especial :
Michel Machado : Percussão

domingo, 14 de outubro de 2018

Os Kurandeiros - 18/10/2018 - Quinta-Feira / 19:30 Hs. - Santa Sede Rock Bar - Tucuruvi - São Paulo / SP


Os Kurandeiros

18 de outubro de 2018  -  Quinta-Feira  -  19:30 Horas

Santa Sede Rock Bar

Avenida Luiz Dumont Villares, 2104
Tucuruvi
Estação Parada Inglesa do Metrô
São Paulo  -  SP

Festa do 2º Encontro de ex-alunos CEPEF

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo