terça-feira, 25 de dezembro de 2018

O Mercantilismo Natalino - Por Luiz Domingues

Não trata-se de um texto mal humorado, para destruir o sonho das crianças, mas a cada ocorrência dessa data natalina, a reflexão é inevitável : o caráter mercantilista da festividade, em contraponto diametral ao que deveria ser a evocação da data, ou seja, a mensagem crística sobre a fraternidade entre os membros da humanidade; o amor impessoal e incondicional e a compaixão. Em suma, a absoluta consciência de que pensar exclusivamente sobre os bens de consumo e o acúmulo de riqueza, não pode ser considerado como a meta primordial da vida, mas em tempos obscuros onde toda a concepção que opõe-se ao pensamento ultra capitalista, é logo tachado como uma tentativa para impor valores oriundos da mentalidade marxista e execrado de pronto, em prol do mercantilismo selvagem. Repartir é uma palavra feia nos dias atuais, e na contrapartida, estimular o ultra consumo e o materialismo exacerbado que o advém, é considerado como um pensamento avançado, compatível a um modelo político e sociológico que supostamente comprova-se como mais acertado, e por conseguinte, o empreendedorismo do livre mercado, eleito como o difusor do avanço da civilização. Entretanto, é óbvio que toda a beleza desse pensamento, em que somos levados a crer que o mercado rege o mundo e o dinheiro é a energia que deve circular livremente, cai por terra na página dois do manual do pensamento conservador / liberal em prol do capitalismo, pois esbarra rapidamente no egoísmo humano, mediante a sua inerente sede por poder e a trazer a reboque, a vaidade; orgulho; prepotência; arrogância e claro, a inveja, pois a medida de cada pessoa passa a ser : "o quanto o vizinho possuir, eu vou querer ter mais, para suplantá-lo". 
Antes que o leitor que tenda a antipatizar com a minha linha de pensamento, por julgar-me precocemente como um pensador versado pela orientação "socialista", deixo claro que não acredito na utopia marxista e acho um horror o comunismo clássico e mesmo os seus derivados mais brandos, no sentido de que a experiência soviética que espalhou-se por outras tantas nações ao redor do mundo, revelou-se em um retumbante fracasso. E não estou a ser contraditório, pois se no início afirmei que a mensagem de Jesus Cristo (e que coaduna-se com outros avatares, tais como Budha e Krishna, somente para citar os mais famosos, igualmente), versa pelo ideal do amor fraternal, mas o comunismo que encantou idealistas em prol de um mundo mais justo para todas as pessoas, na realidade passou ao largo das revelações espiritualistas, pois falhou miseravelmente e pelos mesmo motivos pelos quais o capitalismo selvagem também falha, ou seja, a suposta igualdade humanitária, esbarra no completo egoísmo. Na teoria, tudo é para todos, mas na prática, aos "normais", fica designada a fila para apanhar o pãozinho bolorento; o salário ínfimo e confiscado; o toque de recolher toda noite... e para a cúpula do partido, as delícias das farras regadas a muitas bebidas e luxos secretos, ao melhor estilo da "decadência ocidental".

Mas a mensagem de Cristo, que é a mesma dos avatares citados e embasada por filósofos; artistas; intelectuais e idealistas ao longo da história, revela-se na verdade acima da dualidade direita / esquerda. Sim, a República de Platão; O renascimento e o iluminismo; o sonho menosprezado da Utopia de Thomas Morus; a fuga libertária dos Beatnicks pelas estradas da América, sem pontuação e regras ortográficas; o delírio psicodélico dos Hippies e a sua ingenuidade em sonhar com um mundo fraternal, sem mesquinharias, sem imposição da força pelo poderio das armas e por não acreditar que a força criadora do universo concebeu algumas poucas criaturas melhores em relação a outras, talvez personifique mais adequadamente o que realmente deveria ser refletido em uma festa dessa natureza a homenagear a aparição de um avatar. Em suma, dar um presente para alguém que você nutra alta consideração, ou reunir a família em torno de uma mesa de refeição, não pode ser menosprezado como algo que seja "errado", mas todo o mercantilismo em torno desses costumes, é uma afronta ao princípio que rege a verdadeira raiz do pensamento crístico, isto é, a extirpação total do egoísmo e consequente estabelecimento de um mundo mais humanitário, regido por valores mais espiritualizados.
 

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Os Kurandeiros - 22/12/2018 - Sábado / 21 Hs. - Santa Sede Rock Bar - Tucuruvi - São Paulo / SP


Os Kurandeiros

22 de dezembro de 2018  -  Sábado  -  22 Horas

Santa Sede Rock Bar

Av. Luiz Dumont Villares, 2104
Tucuruvi
Estação Parada Inglesa do Metrô
São Paulo  -  SP


Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo 

Convidado especial :
Edy Star : Voz

domingo, 16 de dezembro de 2018

Hid Trio - 20/12/2018 - Quinta-Feira / 20 Hs. - Finnegan's Pub - Pinheiros - São Paulo / SP



Hid Trio

20 de dezembro de 2018  -  Quinta-Feira  -  20 Horas

Finnegan's Pub
Rua Cristiano Viana, 358
Pinheiros
Estações : Clínicas (linha verde) e Oscar Freire (linha amarela) do Metrô
São Paulo  -  SP

Hid Trio
Rodrigo Hid : Guitarra e Voz
Ivan Scartezini : Bateria
Luiz Domingues : Baixo

sábado, 15 de dezembro de 2018

Uncle & Friends - 16/12/2018 - Domingo / 16 Hs. - Festival Mulherada Criativa - Vila Pompeia - São Paulo / SP

Uncle & Friends

16 de dezembro de 2018  -  Domingo  -  16 Horas

Festival Mulherada Criativa

Rua Padre Chico x Rua Xerentes
Vila Pompeia
Estação Barra Funda / Palmeiras do Metrô
São Paulo  -  SP
Entrada Gratuita

Lincoln "The Uncle" Baraccat : Guitarra e Voz
Roy Carlini : Guitarra e Voz
Caio Durazzo : Guitarra e Voz
Franklin Paolillo : Bateria
Amanda Semerjion : Voz
Luiz Domingues : Baixo

domingo, 9 de dezembro de 2018

Os Kurandeiros + Edy Star - 15/12/2018 - Sábado / 16 Hs. - Turnê Toca Raul - Casa de Cultura Ipiranga - São Paulo / SP


Os Kurandeiros + Edy Star

15 de dezembro de 2018  -  Sábado  -  16 Horas

Turnê Toca Raul

Casa de Cultura Ipiranga / Chico Science
Avenida Tancredo Neves, 1265
Vila Nancy
Estação Sacomã do Metrô
São Paulo  -  SP

Entrada Gratuita

Edy Star : Voz

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo

Convidado Especial :
Michel Machado : Percussão

sábado, 8 de dezembro de 2018

Os Kurandeiros + Edy Star - 9/12/2018 - Domingo / 18 Hs. - Turnê Toca Raul - Sala Olido - Centro - São Paulo / SP


Os Kurandeiros + Edy Star

9 de dezembro de 2018  -  Domingo  -  18 Horas

Turnê Toca Raul

Sala Olido
Avenida São João, 473
Centro
Estação República do Metrô
São Paulo  -  SP

Entrada Gratuita

Edy Star : Voz

Os Kurandeiros :
Kim Kehl : Guitarra e Voz
Carlinhos Machado : Bateria e Voz
Luiz Domingues : Baixo

Participações Especiais :
Michel Machado : Percussão
Renata “Tata” Martinelli : Voz