quarta-feira, 26 de junho de 2013

Alô Doçura, Primeira Sitcom Brasuca - Por Luiz Domingues


Já no final dos anos quarenta, a TV americana trabalhava com um tipo de produção específica para tal veículo, a que chamava de "Sitcom", um neologismo que significa "comédia de situações".

Tal formato era baseado na ideia de sketches curtos de humor, baseados em fatos do cotidiano, geralmente calcados em conflitos sócio familiares de forte apelo popular.
A primeira sitcom que realmente estourou de audiência e tornou-se mundialmente famosa, foi "I Love Lucy", protagonizada por Lucille Ball, uma comediante egressa do cinema e pelo seu marido na vida real e na série, Desi Arnaz, um ator cubano e radicado na América.

O sucesso retumbante motivou sua longevidade, com o casal envelhecendo na tela, e abrindo as portas para uma indústria que prosperou de forma irreversível.

Em 1953, a TV brasileira ainda engatinhava, mas não faltava arrojo de seus produtores.
Percebendo o filão criado pelos norte-americanos, embarcou na produção de uma sitcom nos moldes yankees, mas com o toque de nossa cultura, logicamente.

Dessa forma, surgiu na tela da TV Tupi de São Paulo, a primeira sitcom brasileira, denominada "Alô Doçura".
A ideia era centrar as histórias envolvendo um casal, mas não necessariamente interpretando personagens fixos e dando ideia de continuidade.

Portanto, a cada episódio, tinham nomes e características diferentes e envolviam-se em conflitos ou situações inusitadas e engraçadas, bem na tradição da comédia latina.
A ideia original, contudo, era mais antiga do que o impacto das sitcom's americanas causara. Isso porque o texto de "Alô Doçura", foi uma adaptação de um programa radiofônico chamado "Encontro das Cinco e Meia".

O autor, Otávio Gabus Mendes passou a incumbência para seu filho, Cássio Gabus Mendes, que fez a adaptação para a TV.

O casal inicial de atores, ficou pouco na produção. Haydeé Miranda e Paulo Miranda foram logo substituídos por Eva Wilma e John Herbert, que acabaram ficando muito mais fixados na memória do público.
Ainda numa fase pré-VT (Vídeo-Tape), os programas eram realizados ao vivo, e portanto na mesma dinâmica com a qual a própria TV Tupi realizava seus teleteatros.

Para minimizar erros, era importante uma equipe técnica bem preparada e atores com experiência teatral, acostumados com montagens de palco.
Isso explica o padrão de excelência que a TV brasileira tinha nas suas primeiras décadas de existência, recorrendo à artistas de alta qualidade.

"Alô Doçura" foi um tremendo sucesso na época, popularizando os atores Eva Wilma e John Herbert num patamar além do que eram conhecidos por suas respectivas carreiras no teatro e no cinema, até então.
E também lhes proporcionou a oportunidade de atuarem em peças publicitárias, graças ao sucesso da série.

Além de abrir as portas na TV brasileira, para esse filão dramatúrgico importante.
Matéria publicada inicialmente no Site/Blog Orra Meu, em 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário