sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

(Des) Trato à Bola - Por Luiz Domingues


Já faz tempo, tenho observado em diversos órgãos de imprensa, uma tentativa de insurreição pela mudança da fórmula de disputa do campeonato brasileiro.

É óbvio que esse tipo de manifestação só reflete o melindre de quem nem chega perto de conquistas e por isso, sonha com a volta das fórmulas malucas que dão margem ao fator "sorte" em detrimento de planejamento e organização (os dois pilares básicos para ganhar no atual sistema de pontos corridos).

Para os amantes do "mata-mata", já existe a Copa do Brasil nos moldes das Copas Nacionais de todos os países da Europa (misturando times de todas as divisões ). 


Nesse tipo de disputa, são inúmeras as histórias de títulos perdidos por times superiores tecnicamente em prol de azarões de última hora.

Tomara que o bom senso prevaleça e que a fórmula de pontos corridos não mude.


O campeão brasileiro tem que ser o clube que obtiver o melhor desempenho ao longo de 38 rodadas, e não num dia fortuito de sorte, má arbitragem, ou outro fator aleatório qualquer.


Matéria publicada inicialmente no Blog do Juma em 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário